- Ache os Cursos e as Faculdades certas para você! Clique aqui!

- Bolsas de Estudo - são mais de 1.200 faculdades oferecendo descontos de até 75%! Saiba mais!

Versão para impressão     Enviar para um amigo    

Home : Artigos

Escola: um ensaio para a vida. Do Maternal ao Ensino Médio


Fonte: Imprensa UBM



Numa sociedade onde o conhecimento é difundido cada vez mais, o acesso às tecnologias é cada vez mais amplo, os pais procuram maneiras de preparar seus filhos, para que eles possam usufruir e saber lidar com esses recursos.


Assim, as escolas atualmente incluem em suas matrizes de ensino conteúdos que serão essenciais para aquele estudante quando chegar ao mercado de trabalho, além do básico. Discutir essas questões, dentro e fora de sala de aula, é importante para que o aluno faça uma análise do mundo a sua volta e perceba como está inserido nele.


“Temos um projeto institucional, que é a Informação Profissional, que tem várias etapas e começa a ser desenvolvido desde a educação infantil, quando você fala para as crianças das profissões dos pais, por exemplo. Nas séries seguintes, convidamos profissionais para falar de autoconhecimento, ética, liderança, talentos, de acordo com o nível dos estudantes, até o ensino médio, quando entra o Projeto Vocações, pelo qual os alunos vão conhecer mais sobre o Ensino Superior e suas áreas de interesse”, explica Aurealice de Ataide Cruz Calderaro Nogueira, diretora do Colégio UBM.


As tendências para a qualificação do ensino já não estão presas somente à introdução de línguas estrangeiras ou aulas de informática como um diferencial, por exemplo. Algumas instituições já propõem o ensino de programação para crianças, principalmente como uma forma de ensinar a pensar de maneira mais lógica e objetiva.


Por outro lado, é claro que não se pode ignorar o desenvolvimento cognitivo das crianças, respeitando suas fases. Portanto, atividades que desenvolvam as percepções abstratas e de realidade são essenciais para a formação, como ser humano, cidadão e as características pessoais.


“O que eles precisam aprender são coisas muito simples, na formação de um cidadão, um profissional. Primeiro ele tem que ser uma pessoa íntegra, ter valores éticos muito fortes. Tratar com respeito o meio ambiente e o nosso espaço, cuidar e respeitar o outro, como fazemos por meio da campanha Faça Alguém Feliz e do Projeto Ambiental Gaia. Além disso, é imprescindível respeitar normas, ser um profissional estudioso, saber trabalhar em equipe e buscar um equilíbrio corpo-mente. Fazemos todo um movimento pra criar uma pessoa que vai se desempenhar bem em qualquer lugar e na sua área de escolha”, ressalta ainda a diretora.





Versão para impressão     Enviar para um amigo